maritimo.png

CORPORATE - Sectores de Atuação

AGRICULTURA E PECUÁRIA

A superfície agrária útil da Espanha (SAU) representa mais de 23 milhões de hectares, quase a metade do território espanhol, das quais quase 17 milhões de hectares são de cultivo. Do total da superfície cultivada, 76% desta superfície está dedicada a agricultura de sequeiro e 24% ao cultivo irrigado. No âmbito agrícola, os cultivos herbáceos ocupam a maior parte da superfície, seguidos dos cultivos silvícolas, sendo os olivais o cultivo silvícola com mais superfície cultivada.

Com respeito a pecuária, na Espanha existem mais de 25 milhões de cabeças de gado suíno e mais de 16 milhões de gado ovino. O setor agrário é dentro do conjunto de setores difusos, o segundo setor emissor de gases com efeito estufa, atrás apenas do setor do transporte. No ano 2014 as suas emissões representaram 25% do total das emissões difusas.

Este setor tem uma caracterísca muito peculiar por ser o único capaz de produzir emissões (derivadas do uso dos combustíveis fósseis, da gestão dos solos, do uso de fertilizantes, da queima de resíduos agrícolas, do gado, dos arrozais e a calagem dos solos) mas também é capaz de exercer de sumidouro de carbono pela grande capacidade que tem o solo e os cultivos silvícolas de captar CO2.

Praticamente metade das emissões deste setor são geradas pelo uso de fertilizantes e gestão dos solos, enquanto a outra metade está provocada pelo gado (fermentação entérica e gestão dos estercos).

Com o fim de contribuir para a redução do impacto da contaminação de carbono e hídrica CONTEROL oferece uma grande variedade de artigos. Por exemplo: tanques adaptados para o abastecimento de gasolina, artigos para a proteção do gado, palha e maquinaria agrícola e cisternas para a armazenagem de líquidos como a água de chuva, o adubo líquido e purines, ou soluções sustentáveis como sistemas de irrigação solar com armazenamento de grande volume de água.

Além disso, convém mencionar que, através do seu departamento de energia, KEPLER, INGENIERIA E ECOGESTION, S.L. oferece diferentes soluções ambientais para reduzir o impacto dos resíduos agrícolas e pecuários sobre o meio ambiente. Neste contexto, KEPLER dispõe de plantas de biogás desenhadas com tecnologia própria que permitem processar substratos complexos, como os resíduos produzidos na indústria alimentícia. O tratamento destes resíduos leva-se a cabo mediante um processo de digestão anaerobica, obtendo-se, de uma parte, energia em forma de biogás e, de outra, um produto estabilizado com elevada concentração de nutrientes (nitrógeno e fósforo). Portanto, nestas plantas obtém-se uma energia renovável que pode ser consumida em forma de calor e/ou eletricidade no próprio lugar ou em indústrias associadas, e um produto tratado que pode ser aplicado ao solo como biofertilizante, devolvendo ao mesmo os nutrientes contidos inicialmente, antes dos cultivos.

KEPLER aposta sempre em uma melhoria progressiva e constante dos seus processos com o objetivo de oferecer sempre tecnologia de ponta. Como exemplo disso, KEPLER finalizou com sucesso em Dezembro de 2.016 o Projeto de carácter demonstrativo “LIFE+ Integral Carbon”, depois de 3 anos de desenvolvimento e trabalho conjunto da sua planta de digestão anaerobica com um fotobiorreactor para cultivo de microalgas. O principal objetivo deste projeto centrou-se na implementação e demonstração do tratamento de resíduos produzidos tanto na indústria alimentícia como na indústria agrícola mediante o processo de digestão anaerobica, aproveitando, por uma parte, a energia obtida em forma de biogás e, por outra, aplicando ao solo como biofertilizante tanto o adubo produzido, como as microalgas cultivadas em um fotobiorreactor alimentado com adubo diluido. Ao mesmo tempo, as algas atuavam nesta planta como sumidouro de CO2 ao fixar o CO2 procedente da combustão do biogás, diminuindo ainda mais a impressão de carbono associado ao processo global (para ampliar a informação, visite: http://www.integralcarbon.eu/).

 


Productos relacionados con el sector